16
abr

HP ProLiant ML350 G5 – que servidor!

Não é sempre que tenho um servidor de última geração nas mãos para brincar. Como fiquei impressionado com as novidades… resolvi compartilhar! Depois de anos instalando simples Desktops para serem usados como Servidor, os preços caíram e ficaram mais compatíveis com a realidade Brasileira.

É um grande prazer assistir o boot de um QuadCore (QC). Este HP ML350 G5 ainda tem apenas 1 processador Xeon 5310 QC. Mal posso esperar para ver 8 pinguins no boot, pois ele permite um segundo Xeon QC também.

Não são apenas os núcleos (Máximo de 2 x 4) e a memória (Máx de 32GB) que impressionam. As 6 gavetas de SATA II Hot-plug (sim, pode remover e inserir HDs sem desligar o sistema) com SmartArray com 64MB de cache, as fontes redundantes, ROM dedundantes, setup da BIOS e o sistema integrado iLO2 (Integrated Lights Out, gerenciamento de hardware embutido nos mais novos servidores da HP) também impressionam.

O iLO2 permite ao administrador do sistema controlar o vídeo, teclado e mouse do servidor antes mesmo dele bootar seu sistema operacional, incluindo setups de BIOS, ordem de boot, diagnósticos e configurações de controladoras de RAID e Arrays. Com ele podemos ligar e desligar o servidor mesmo que seu sistema operacional, exemplo: Windows, esteja TRAVADO (exemplo: tela azul), além de verificar estatísticas e logs do hardware.

Dicas Linux, testadas no Fedora 8 x86_64 XEN:

  • Para rodar o autorun do HP SmartStart no Linux,
    • Verifique que você tem instalada a versão 32bits do libXmu (ele não usa a versão 64bits) – Fedora8: yum install libXmu.i386.
    • Monte o CD do HP SmartStart
    • Entre num diretório com permissões de gravação (não funciona se estiver no diretório em que montou o CD).
    • Execute o {/mnt/cdrom}/autorun.
  • Dependências para instalar o HP PSP (Proliant Support Pack), que incluid drivers e ferramentas para gerenciar e monitorar seu hardware (SmartArray, NIC, iLO2, etc). Até agora consegui ver quase tudo, menos o Instalar o Proliant Support Pack, tudo bem, agente instala na mão mesmo os pacotes que interessam.
    • kernel-devel (ou kernel-xen-devel se for um host Dom0 XEN).
    • Ferramentas e bibliotecas básicas de desenvolvimento.
    • rpm-build e rpm-devel.
  • Infelizmente só consegui o seguinte, de acordo com o que me interessava, no Fedora 8 x86_64, pois os pacotes dos CDs do HP Proliant apenas instalam em SOs suportados pela HP, ex: Red Hat Enterprise Linux Server.
    • W=gostaria que funcionasse, Xe=instalou com erros, Xd=instalou mas reclamou dos pacotes que não foram instalados acima, V=instalou!
      —-
      Ordem de instalacao tirado do XML respectivo ao RHL5:
      W hpsmh-2.1.10-186.linux.x86_64.rpm.tar.gz
      W hp-OpenIPMI-7.9.0-110.rhel5.x86_64.rpm.tar.gz
      Xe hpasm-7.9.1-13.rhel5.x86_64.rpm.tar.gz
      Xd hprsm-7.9.0-108.rhel5.x86_64.rpm.tar.gz
      W hpmouse-1.1.1-41.noarch.rpm.tar.gz
      V cmanic-7.9.0-5.rhel5.linux.rpm.tar.gz
      Xd cpqacuxe-7.85-18.linux.rpm.tar.gz
      V hpacucli-7.85-18.linux.rpm.tar.gz
      Xd hpadu-7.85-16.linux.rpm.tar.gz
      Xd hpdiags-7.9.1-15.linux.i586.rpm.tar.gz
      V hponcfg-1.6.0-1.linux.rpm.tar.gz
  • De qualquer forma, não creio ser necessário instalar nenhum driver da HP, no caso de usar um SO como o Fedora, que está muito a frente em termos de atualizações que outros sabores existentes.

Glossário (alguns pacotes e nomes explicados):

  • iLO2, Integrated Lights-Out 2 – gerenciador Web do seu servidor, diretamente a nível de hardware, sem ao menos precisar de estar ligado (apenas com o cabo de energia conectado, claro). Não precisa de nenhum sistema operacional, nem HDs instalados para ele funcionar.
  • hpsmh, HP’s System Management Homepage – gerenciador Web que embuti quase todos os outros aplicativos e drivers (requerido por quase todos os outros aplicativos).
  • hpmouse, HP iLO2 High-Performance Mouse for Linux – driver do xorg.conf para melhorar a sincronização do mouse no controle remoto (Remote Console) do iLO2 (como um VNC da vida).
  • hpacucli,  HP Array Configuration Utility CLI for Linux- utilitário de configuração e monitoramento da SmartArray e seus drives lógicos. exemplo: hpacucli controller slot=0 logicaldrive all show
  • cpqacuxe, HP Array Configuration Utility for Linux – requer o hpsmh.
  • hp-OpenIPMI, HP OpenIPMI Device Driver for Linux – gostaria de saber.
  • hprsm, HP Lights-Out Drivers and Agents – ???use o hp-ilo, download direto do site da HP.???
  • hp-ilo, HP ProLiant Channel Interface Device Driver for iLO / iLO 2 – conflita com o hprsm, nova versão dele?
  • hponcfg, HP Lights-Out Online Configuration Utility for Linux – configurar algumas coisas do iLO pela linha de comando, usando drivers do hprsm. Não funcionou com o hp-ilo acima.
  • hpasm – HP System Health Application and Insight Management Agents – agentes de monitoramento para as ferramentas acima.

iLO2 Snapshots:

Links e Refs:

Alroger Luiz Gomes Filho
SDEV – Smart Developments

5 Responses to “HP ProLiant ML350 G5 – que servidor!”

  1. 1
    Smart Developments » SDEV - Smart Developments Says:

    […] HP ML350 no Caf?-TI, dicas e apresenta??es. […]

  2. 2
    Senhor dos Servidores Says:

    Realmente, um servidor poçante. Procua dar uma olhada na nova linha de DL 320 da HP.

  3. 3
    Hellbyte Says:

    iLO2, Integrated Lights-Out 2 – gerenciador Web do seu servidor, diretamente a nível de hardware, sem ao menos precisar de estar ligado (apenas com o cabo de energia conectado, claro). Não precisa de nenhum sistema operacional, nem HDs instalados para ele funcionar.

    Bom demais.

  4. 4
    Angel Says:

    Instalaste fedora 9 i386 o fedora x86_64 en un Proliant ML350?

  5. 5
    Alroger Filho Says:

    x86_64 !!! Aproveitamento total do hardware.
    x86_64 é um must para rodar máquinas virtuais.

© 2017 Cafe TI – pra perder o sono. | [RSS] Artigos and [RSS] Comentários

Design by Web4 Sudoku - Powered By Wordpress